Notícia

04- Dezembro - 2017

A Feambra entrevista Adriana Mortara Almeida, vice-presidente do ICOM Brasil. Confira os destaques:

 

 

Feambra: Em relação ao ICOM, quais foram as principais dificuldades identificadas junto aos museus e o intercâmbio entre museus brasileiros e de fora?    

Adriana Mortara Almeida: Sempre que o ICOM Brasil é instado a intermediar relações entre profissionais de museus estrangeiros e brasileiros, encontra muita receptividade. Por exemplo, há alguns dias auxiliamos na organização da visita de colegas chineses a museus no Rio de Janeiro, além de reunião realizada com a presidente do ICOM Brasil. 

F.: Pode nos contar um pouco sobre o balanço de encontros e seminários do ICOM em 2017?

A.M.A.: Neste ano, o ICOM Brasil apoiou encontros de comitês internacionais no país (como o COMCOL – International Committee for Collecting, realizado no Rio de Janeiro) e participou como convidado de inúmeros eventos da área, como o Encontro Paulista de Museus, o Fórum Nacional de Museus, entre outros. 

A presidente do ICOM Brasil proferiu palestra no âmbito de um seminário promovido pelo IBRAM no Museu da República, no Rio, a convite dos Museus Nacionais, sobre o tema do ano eleito pelo ICOM: “Dizer o indizível em Museus.”

Além disso, o ICOM Brasil participou como instituição convidada e a presidente realizou uma apresentação em um seminário promovido pelo Ministério da Cultura, Ministério das Relações Exteriores, Polícia Federal e Interpol, no Instituto Rio Branco, em Brasília, sobre Tráfico Ilícito de Bens Culturais. 

A presidente do ICOM fez parte também de um seminário realizado pelo Programa Memória do Mundo da UNESCO, em Belo Horizonte, na Universidade Federal de Minas Gerais, da mesa redonda em que estiveram ainda o presidente do IBRAM e outros palestrantes convidados.

F.: O ICOM possui alguma novidade para o próximo ano?

A.M.A.: Em 2018, o ICOM Brasil faz 70 anos de sua criação e pretendemos fazer uma comemoração em janeiro.  

Além disso, pretendemos realizar oficinas de discussão da definição de “museu” para contribuir com o ICOM Internacional neste debate. 

O ICOM Brasil está colaborando com o IBRAM, a convite da Secretaria de Economia da Cultura do MINC, do Ministério das Relações Exteriores e da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), para definição dos parâmetros de participação dos produtores que atuam na área de museus no Encontro Internacional MIC SUL, a se realizar em São Paulo, na sede da Bienal, em abril próximo. 

O ICOM Brasil integra e estará representado na Comissão Consultiva que deverá delinear o programa do próximo 10o Encontro Paulista de Museus, a realizar-se também em São Paulo.